Histórias pra fantoches!!! aproveitem!

17 de outubro de 2009 às 0:36 | Publicado em Uncategorized | 2 Comentários

Achei a Felicidade

BETO: Olá, Margarida! Não tenho visto você.
MARGARIDA: Estava de castigo, não pude sair.
BETO: De castigo? O que você andou aprontando Margarida?
MARGARIDA: Eu não estudei para a prova e as minhas notas não foram boas.
BETO: E quanto você tirou?
MARGARIDA: Dez, sem o um na frente
BETO: Dez?! Sem o um na frente? Então você tirou zero?
MARGARIDA: Fala baixo, ninguém precisa saber.
BETO: Margarida, seu pai tem razão. Você precisa estudar mais e brincar menos, senão vai ser pior. Voce não vai passar de ano. Cuidado, Margarida!
MARGARIDA: É, eu já pensei nisso e me arrependi de não ter estudado.
BETO: Margarida!
MARGARIDA: O que é, Beto?
BETO: Você viu?
MARGARIDA: Você viu o quê, Beto? O quê? Fala logo!
BETO: Você viu o circo que chegou na cidade?
MARGARIDA: Eu não, mas escutei um barulho de bandas tocando.
BETO: Foi o circo que chegou na cidade.
MARGARIDA: Beto, escuta só! Você está escutando alguém chorando? (ALGUÉM CHORA POR TRÁS DO CENÁRIO)
BETO: Estou, de onde vem este choro? Vamos ver? (BETO E MARGARIDA SE ABAIXAM, SAEM RAPIDAMENTE E ENTRA O PALHAÇO CHORANDO)
PALHAÇO: Buá! Buá! Buá! (BETO E MARGARIDA FALAM JUNTOS: “UM PALHAÇO CHORANDO!”)
BETO: Oh, seu palhaço! Por que você está chorando?
MARGARIDA: Eu achava que palhaço não chorava, só fazia palhaçadas.
BETO: O que houve?
MARGARIDA: É, vamos! Fale, o que houve? Qual é o seu nome?
PALHAÇO: Sabe o que é… eu consigo fazer todo mundo feliz, mas eu sou tão triste. Atrás desta máscara. eu escondo a minha Infelicidade.
MARGARIDA: Acalme-se seu, seu..
PALHAÇO: Paçoca. meu nome é Paçoca, Todos me chamam assim.
MARGARIDA: Acalme-se, Paçoca, nós estamos aqui e queremos ajudá-Io.
BETO: Qual é o seu problema?
PAÇOCA: Ninguém pode me ajudar, eu fui ao medico e ele me deu um bocado de remédios e não resolveu meu problema. Procurei um amigo, e todos estavam ocupados. Ninguém pode me ajudar!
BETO: Por que você está doente?
PAÇOCA: Não, não estou, tenho muita saúde
MARGARIDA: Está precisando de dinheiro?
PALHAÇO: Não, eu sou muito rico.
BETO: Já sei é advogado!
PAÇOCA: Não. Eu quero alegria e ninguém pode me dar nem ajudar. Se pelo menos eu pudesse comprar, mas nem isso posso.
BETO E MARGARIDA: Ah! Então é fácil
PAÇOCA: Fácil, como fácil? Vocês sabem de alguma solução?
BETO: Puxa, eu estava pensando que fosse um problema grave.
PAÇOCA: É grave, pois faço as pessoas sorrirem, se divertirem e no entanto, por trás da minha máscara, sou tão infeliz.
BETO: É fácil, Paçoca, você só precisa conhecer uma pessoa muito especial que se chama Jesus.
PAÇOCA: Jesus!
MARGARIDA: É, Jesus! Ele é o Príncipe da Paz, é a alegria que você tanto procura. Ele é o nosso Salvador! Vou cantar uma música para você. Escuta só, Beto, Vamos cantar aquele carinho que fala assim.
Cristo é realidade Cristo é realidade Ele não é sonho “: Ele é real
Ele é a paz, a alegria,
O amor, Ele é a vitória (bis) Estou falando de Jesus Cristo

PAÇOCA: Que lindo! E isso que eu preciso! Como posso vê-lo? Como posso falar com Ele?
BETO: Agora você não pode ver, porque Ele é Espírito, “. mas voce pode falar com Ele, pois nos ouve, e tudo pode fazer por você.
MARGARIDA: A Palavra de Deus fala assim em João .14.1: “Não se turbe o vosso coração; credes em Deus”, .e em João 14.14 nos diz: “Se pedirdes alguma coisa .em meu nome eu o farei”.
BETO: Sabe, Paçoca, Ele é como o vento. A gente não pode ver o vento, mas pode sentir.
MARGARIDA: Quando deixamos Jesus tomar conta de nossas vidas, Ele cuida de nós, nos livra do perigo e nos dá a paz que tanto precisamos.
BETO: Paçoca faz uma experiência com Jesus. Passe a conversar com Ele e fale pra Jesus onde é a sua dor. Ele é o Médico dos médicos, o nosso advogado e o nosso melhor amigo. Nunca nos desampara e nunca está ocupado.
MARGARIDA: Jesus ama você, Paçoca, e quer lhe dar a paz que tanto precisa. Deixa Ele tomar conta de você?
PAÇOCA: Eu deixo, eu deixo!
BETO: Então, abaixe sua cabeça, peça perdão por seus pecados e que Jesus tome conta de você.
PAÇOCA: Tá bom! (OS TRÊS ABAIXAM A CABEÇA E FAZEM DE CONTA QUE ORAM)
PAÇOCA: Puxa! Estou me sentindo bem, parece que alguma coisa me modificou. Estou sentindo uma paz… Estou alegre.
BETO: Que bom! Você encontrou a felicidade.
MARGARIDA: Paçoca, vou lhe dar esta Bíblia. Ela vai ensinar a você como chegar ao céu e ver Jesus face a face.
BETO: Leia com atenção, pois aí tem resposta para tudo que você quiser.
PAÇOCA: Obrigado, meus amigos! Eu encontrei a felicidade que tanto precisava. Vou ler a Bíblia agora mesmo. Tchau! Até breve!
Margarida e Beto cantam:

A alegria está no coração, De quem já conhece a Jesus
A verdadeira paz só tem aquele Que já conhece a Jesus
O sentimento mais precioso Que vem do nosso Senhor É o amor que só tem
Quem já conhece a Jesus

O MAIS IMPORTANTANTE É JESUS

Maria Linguaruda (CANTAROLANDO) Lá, lá, lá…
Maga  Olá, Maria Linguaruda, você está tão bonita!
Gugu  É mesmo, Maria Linguaruda!
Maria Linguaruda  Obrigada! Minha mãe faz uma roupa nova para mim todos os dias.
Maga  Puxa! Que beleza!
Gugu  E os seus sapatos! Que lindo!
Maria Linguaruda  A minha mãe compra sempre um sapato novo para combinar com as roupas que eu tenho.
Gugu  Sua mãe deve ser muito rica, Maria Linguaruda!
Maga  É mesmo! Para fazer tudo isso por você tem que ser muito rica.
Maria Linguaruda  É verdade. Tudo o que eu quero ela me dá. Ela tem muito dinheiro e pode comprar tudo.
Gugu  Tudo não! Eu sei que ela não pode comprar uma coisa…
Maga  O quê, Zeca?
Gugu  Ela não pode comprar a vida de ninguém, porque a vida pertence a Deus.
Maria Linguaruda  Ah! Isso aí é, né? Eu não tinha pensado nisso, claro.
Maga  Você tem muitos brinquedos?
Maria Linguaruda  Claro que tenho! Eu não sei o que eu ainda não tenho de brinquedos.
Maga  Puxa, então leva a gente para brincar um pouquinho na sua casa.
Maria Linguaruda  Não, não posso, minha mãe não deixa brincar com eles, porque vocês podem estragar tudo.
Maga  Quer dizer que você não pode levar seus amigos para brincar com seus brinquedos?
Maria Linguaruda  Às vezes. Com alguns colegas, né?
Gugu  Acho que você não é muito feliz. Eu e a Maga juntamos os nossos brinquedos todos os dias. A gente se diverte muito. Brinca na terra, dá cambalhotas na grama, sobe nas árvores, faz uma festa.
Maga  Nós somos pobre, mas temos um tesouro maior que todas as pessoas ricas.
Maria Linguaruda  Tesouro, vocês tão pobres têm tesouros? Ah! Ah! Ah!
Gugu  É verdade! Temos sim, e esse tesouro pertence ao nosso pai do céu. Ele é o Rei dos reis. Nós temos dois pais: um do céu e um aqui na terra que mora comigo. O Pai do céu é o dono do tesouro, e nós somos filhos dEle, por isso somos seus herdeiros. Lá no céu tem um palácio preparado para nós. Só quem tem Jesus vai morar lá.
Maria Linguaruda  Palácio! Ah! Ah! Ah! Os meus pais são ricos.
Maga  Não, Belinha. Você está enganada. Nosso pai do céu foi quem criou todas as coisas. Até onde você mora e o que você tem é dEle. Apenas está emprestado para você. Onde eu moro, também! Ele é o dono de tudo.
Maria Linguaruda  Emprestado? Vocês estão enganados, vou perguntar aos meus pais. Eu não acredito em vocês!
Narrador  Os dias se passaram e Maria Linguaruda não esqueceu o que seus amigos falaram. Perguntou a seus pais se na verdade Jesus (Deus) era o criador de todas as coisas e se apenas Ele poderia dar a vida e tirá-la. Seus pais assim confirmaram. Depois, passados alguns dias, Maria Linguaruda ficou muito enferma, e seus pais gastaram todo o dinheiro para que ela ficasse boa. Mas não obtiveram sucesso.
Maria Linguaruda, muito fraquinha, lembrou-se das palavras de seu amigo, que havia dito que o dinheiro não poderia comprar a vida, mas Jesus poderia curar e salvar. E, naquela hora, os pais de Maria Linguaruda reconheceram que as crianças estavam certas. Então as convidou para visitá-la, e elas oraram por Maria Linguaruda e seus pais.
No dia seguinte…
Gugu  Olá, Maria Linguaruda! Puxa! Como a sua casa é linda, hein!
Maga  Você está melhor, Maria Linguaruda?
Maria Linguaruda  Que bom ver vocês! Agora estou bem melhor. Jesus me curou e graças a vocês eu aprendi que o dinheiro não é tão importante. A gente morre e tudo fica. O principal é a nossa salvação. Quase perdi minha vida. Agora posso dizer: Sou feliz! Jesus me salvou! Jesus me curou!
Maga  Que bom! Jesus é um tesouro que não se acaba.
Gugu  Na terra, tudo se consome e perde seu valor. Se cair uma bomba e destruir tudo, de nada vai adiantar o dinheiro. Mas quem tem Jesus tem tudo.
Maria Linguaruda  É mesmo. Obrigada! A partir de hoje, eu quero que vocês venham brincar sempre aqui com os meus brinquedos.
Narrador  E assim Maria Linguaruda aprendeu que o dinheiro não compra a salvação, pois o preço que Jesus pagou na cruz do Calvário não tem valor que pague. Ele é o nosso maior tesouro. Jesus é o tesouro mais importante desta vida!

JESUS, TEU NOME É DOCE COMO MEL!

17 de outubro de 2009 às 0:26 | Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

MEU AMADO JESUS

ESTOU AQUI NESSA TARDE

EM POSIÇÃO DE ADORAÇÃO

PARA TE CONFESSAR

QUE NADA SOU SEM A TUA LUZ

QUE PRECISO MUITO DE TI

E QUE PARA MIM, BASTA O TEU NOME

PRA QUE MINHA VIDA MUDE

MEUS ANSEIOS E DORES PARTAM

MINHA ALMA SE ALEGRE

MINHA MENTE ENCONTRE EQUILIBRIO

E MEUS MEDOS SE VÃO.

JESUS

JESUS

5 LETRAS MARAVILHOSAS!

AMANDA MARLA

Blog no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.